Empresas do ABC aprimoram práticas de gestão com o Prêmio MPE Brasil

Empresários da região têm a oportunidade de avaliar, sem custos, as práticas de gestão de seus negócios, para a implementação de melhorias, pelo Prêmio de Competitividade para Micro e Pequenas Empresas – MPE Brasil 2015. A ação, que reconhece conceitos inovadores e boas práticas, é realizada em todo o país pelo Sebrae, com apoio técnico da Fundação Nacional da Qualidade (FNQ). Para participar, as empresas interessadas devem se cadastrar pelo site www.premiompe.sebrae.com.br, ou em pontos de atendimento presenciais do Sebrae. As inscrições para o MPE Brasil podem ser feitas até 31 de julho.

As empresas participantes são avaliadas pela qualidade da gestão e capacidade inovadora, por meio de um questionário simples de autoavaliação que utiliza os conceitos do Modelo de Excelência da Gestão (MEG), da FNQ. Os empreendimentos inscritos recebem, gratuitamente, um relatório personalizado com pontos fortes e oportunidades de melhoria na gestão. Com base nesse diagnóstico, o Sebrae também indica possibilidades de melhorias em processos e cursos para o fortalecimento dos negócios.
Além de receberem resultados que permitem ao empresário aprimorar a gestão, as organizações com melhor desempenho recebem o reconhecimento das boas práticas adotas com a premiação do MPE Brasil, que acontecem em etapas estadual e nacional.

No Grande ABC, para estimular a participação dos empreendedores, a Prefeitura de São Caetano do Sul criou o Prêmio Sancaetanense da Excelência em Gestão. Neste ano, será realizada a 3ª edição do evento, que utiliza a pontuação obtida pelas empresas da cidade no MPE Brasil para reconhecer as empresas com boas práticas de gestão. Em 2014, 32 empresas da cidade receberam o prêmio na cidade.

O modelo de São Caetano do Sul foi apresentado pelo Secretário de Desenvolvimento Econômico e Relações de Trabalho do município, Francisco Antonio Soeltl, ao Grupo de Trabalho (GT) Desenvolvimento Econômico, do Consórcio Intermunicipal Grande ABC. Os secretários das sete cidades debateram a realização de versões municipais do Prêmio em cada uma das cidades, de forma padronizada, para ampliar a visibilidade da ação. Por meio da Agência de Desenvolvimento Econômico do Grande ABC, é discutida a criação de versão regional do prêmio, também utilizando os critérios e pontuação do Prêmio MPE Brasil.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!